Preparação para o parto

Preparação para o Parto

A preparação para o parto emerge como pedra basilar que visa contrabalançar não só a mulher como protagonista da gravidez e do parto como o próprio profissional de saúde, enquanto meio utilizado pela comunidade para um fim: viver uma gravidez saudável e harmoniosa, culminando num parto participado, informado, controlado e exultante por parte da mulher e da sua família.

A preparação para o parto foi estudada segundo as perspetivas das representações mentais da mulher grávida. É importante compreender as reações fisiológicas da mulher à dor, e ser capaz de identificar os fatores que afetam a intensidade da dor que ela sente durante o trabalho de parto e o parto. Mas, o objetivo da preparação para o parto não é, somente, o controlo da dor e a colaboração da mulher e da sua família neste. Consiste, em informar e retirar dúvidas, tornar conhecido o desconhecido e ouvir os medos e preocupações da mulher.

Por norma a preparação para o parto inicia-se a partir das 28 semanas de gravidez e vai ate às 40 semanas de gravidez, variando entre 10 e 12 sessões.

Durante as sessões serão abordados os seguintes temas:

  • Desconfortos, alimentação e outros aspetos da vida quotidiana na gravidez;
  • Exercícios de fortalecimento do períneo;
  • CTG e criopreservação das células estaminais do cordão umbilical;
  • Os sinais de alerta e trabalho de parto;
  • A admissão à maternidade, o enxoval da mãe e do bebé;
  • Trabalho de parto e parto, analgesia e anestesia epidural;
  • Receção do bebé na sala de partos;
  • A saúde do bebé.